A Caminhada da Tocha Olímpica pelo Brasil

Diego Marques Pereira dos Anjos

Resumo


Olimpíadas Rio 2016! Esse ano o Brasil encerra o ciclo de grandes eventos realizados em território nacional: em 2014 foi o fiasco da Copa do Mundo, em 2013 o descontentamento generalizado que explodiu em meio à Copa das Confederações, e dois anos antes, em 2011, foi realizado os Jogos Pan-Americanos no Rio de Janeiro, sob a imagem da corrupção, obras inacabadas e um gasto de dinheiro público sem tamanho, situação similar a todos esses grandes eventos. Orbitando a realização dos jogos olímpicos, um conjunto de problemas sociais, que aliás se agravam, pintam o quadro social da realidade nacional: explosão de violência, com cerca de 50 mil mortos por ano; desemprego crescente, corte de direitos sociais, precarização de políticas públicas, cortes orçamentários e reformas na legislação, enfim, uma piora generalizada nas condições de vida que significa mais favelas, mais desempregados, mais crimes e por consequência, o crescimento da vergonhosa violência policial, dentre uma diversidade de outras condições que resultam das tarefas realizadas para diminuir os custos da acumulação de capital sob as políticas neoliberais, o chamado regime de acumulação integral (VIANA, 2009). E os políticos e partidos políticos? O nível generalizado de corrupção reforça o crescente sentimento de descrença com as instituições políticas brasileiras.


Palavras-chave


Olimpíadas; Brasil; Tocha Olímpica.

Texto completo:

Texto Completo

Referências


VIANA, Nildo. O capitalismo na Era da Acumulação Integral. São Paulo: Ideias e Letras, 2009.




DOI: http://dx.doi.org/10.2322/rpo.v3i10.475

Apontamentos

  • Não há apontamentos.