Juventude(s) Contemporânea: A Escola e as Práticas Corporais

Gabriel Carvalho Bungenstab

Resumo


A ideia do presente texto é  refletir sobre a juventude e as práticas corporais no/do Ensino Médio reconhecendo que, na modernidade, a instituição escolar foi uma importante ferramenta na constituição do sujeito jovem; no entanto, no contemporâneo, as práticas corporais ganharam um status importante, assim como a escola, para se pensar a juventude. 


Texto completo:

Texto Completo


DOI: http://dx.doi.org/10.2322/rpo.v1i1.31

Apontamentos

  • Não há apontamentos.