Atonalidade, Canções de Luta, Trilhas Sonoras e Contradições: A Música Militante de Hanns Eisler

Ezequiel de Almeida Machado

Resumo


Este trabalho apresenta, através de uma pesquisa bibliográfica, alguns aspectos da sociologia da música, tendo como objeto de estudo, a trajetória histórico-social-artística do compositor alemão Hans Eisler. O objetivo é apresentar um panorama sobre o que ele pretendia com sua produção musical, embasada em ideais libertários e socialistas, bem como as consequências decorrentes de tal postura.


Palavras-chave


Sociologia da música, Hans Eisler, materialismo histórico

Texto completo:

Texto Completo

Referências


ADORNO, Theodor W. Introdução à Sociologia da Música: doze preleções teóricas. São Paulo: Editora Unesp, 2011

ARRIBAS, Sonia. Las Canciones de Hanns Eisler: Lucha, Exilio y Autonomía del Arte In: ARBOR Ciencia, Pensamiento y Cultura - CLXXXV 739. Madrid : septiembre-octubre (2009) p. 919-926

BASTOS Manoel Dourado. Eisler e Benjamin, uma clave política – Apontamentos conceituais e históricos para uma audição de Hanns Eisler como “músico operativo”. In: III Seminario Internacional Politicas de la memoria Recordando a Walter Benjamin – Mesa 42: Buenos Aires, 2010

BUJIC, Bojan. Crítica musical. In: LATHAM, Alison. Diccionario enciclopédico de la música. México: Fondo de cultura económica, 2008

EISLER, Hanns. ADORNO, Theodor W. El Cine y la música. Madrid: Fundamentos, 1976

ETZKORN, K. Peter. Sociologia de la práctica musical y de los grupos sociales In: Revista Internacional de Ciencias Sociales - Los componentes de la música, 94 vol. X X X I V (1982), n.° 4. Paris: Unesco, 1982

GRIFFITHS, Paul. ASHLEY, Tim. Hanns Eisler. In: LATHAM, Alison. Diccionario enciclopédico de la música. México: Fondo de cultura económica, 2008

HAAS, Michael. The Kaleidoscopic Contradictions of Hanns Eisler: 1898 – 1962 In: A Blog by Forbidden Music, 2014. https://forbiddenmusic.org/2014/07/27/the-kaleidoscopic-contradictions-of-hanns-eisler-1898-1962/ acesso em 15/06/2016 14:56

MCLEISH, Kenneth e Valerie. Guia do ouvinte de música clássica. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1988.

OLIVEIRA, Willy Corrêa de. Hanns Eisler, companheiro musical de Brecht. Pandaemonium. Ger. n. 4, p 71-83, 2000

PADDISON, Max. Sociología de la música. In: LATHAM, Alison. Diccionario enciclopédico de la música. México: Fondo de cultura económica, 2008

RICCIARDI, Rubens - Jdanov, Brecht, Eisler e a Questão do Formalismo - Revista Música, São Paulo, v. 8, 11.1/2: 169•205 maio/nov.1997

SADIE, Stanley. Dicionário Grove de música – edição concisa. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1994

SALZMAN, Eric. Introdução à música do século XX. Rio de Janeiro: Zahar, 1970

SEEGER, Anthony. Etnografia da música (Tradução: Giovanni Cirino) In: Cadernos de campo, São Paulo, n. 17, p. 1-348, 2008

SOLEIL, Jean-Jacques. LELONG, Guy. As obras primas da música. São Paulo: Martins Fontes, 1992

STANLEY. John. Música Clássica – Os grandes compositores e suas obras primas. Lisboa: Livros e livros, 1995

STEIN, Hanns. Hanns Eisler. Contra la tontera en la música . Revista Musical Chilena, Año LVIII, Enero-Junio, 2004, N° 201, pp. 82-86

VIANA, Nildo A Esfera Artística: Marx, Weber, Bourdieu e a Sociologia da Arte (Porto Alegre: Zouk, 2007);

VIANA, Nildo. Arte, Especialização e Engajamento. Espaço Livre, v. 1, p. 35-40, 2009.

VILELLA, Thyago Marão. Da música ao ruído: Shostakovich e o problema da emancipação feminina durante o grande terror (1936). In: Outubro, n. 25, p. 104 -118, 2016

WALKER, Jonathan . Formalismo. In: LATHAM, Alison. Diccionario enciclopédico de la música. México: Fondo de cultura económica, 2008


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.